sábado, março 18, 2006

Silêncio


Silêncio,
presente na ausência do som
e na mudez da palavra,
quando gesto e olhar têm voz

Se o corpo inteiro quer falar,
o mímico reinventa o mundo
nos gestos silenciosos
e diz tudo

Solange Firmino






Homenagem ao poeta, mímico e artista plástico jiddu Saldanha.
Na fotografia, sua apresentação no Largo do Machado, em 18/03/06.

2 comentários:

vera disse...

Como nas outras artes a palavra comunica um estado de alma. Aqui neste espaço, ele vem sempre muito sensível as coisas do mundo, aliás deste e dos outros...

Christina Magalhães Herrmann disse...

Uma bela e merecida homenagem ao grande Jiddu Saldanha, além de grande mímico, poeta e artista plástica, é uma pessoa fabulosa. Um grande amigo. Admiro-o demais.

E parabéns a você, querida Sol, por manter um dos Blog que, em minha opinião, está entre os que possuem melhor conteúdo cultural da net.

Beijos,
Chris