quinta-feira, setembro 21, 2017

Primavera no ar...

"Chegam aromas de amanhã em mim." 
Manoel de Barros
 
Fotografia tirada por mim em Casimiro de Abreu - RJ



*Um brinde à chegada da primavera amanhã. 

quarta-feira, setembro 13, 2017

Onde está seu sonho?

Ganhei menção honrosa no “6º Concurso Literário Pague Menos”. Este Concurso, além de incentivar a arte e a cultura no nosso país, tem por objetivo disseminar a imagem da PAGUE MENOS como uma empresa de inovação e ousadia, que incentiva os milhões de brasileiros a sonhar, revolucionar e crescer também.
Assim que estiver com o livro em mãos, postarei a foto aqui.

segunda-feira, julho 31, 2017

Inverno

Foto tirada por mim em Gramado
















São intermináveis
as luas e os sóis
e o milagre dos dias que irrompe.



Chove em mim e o
ventre do abismo
acolhe o trajeto dos pássaros.


Vejo frutas prematuras
na paisagem que criou
este poema.


Logo será tempo de morrer
e entoar um cântico
de renovação
ao fascínio incerto
do solstício.


É familiar esse aceno
das árvores
que me seduz
em pleno mês de julho.


(No meu livro "Geometria do abismo")

quinta-feira, julho 06, 2017

Espólio



"O mantra do silêncio é calar"

[Solange Firmino]


(Trecho do poema "Espólio", no livro 'Geometria do abismo')

terça-feira, julho 04, 2017

Transição

Imagem de Altair Castro - Jardim Botânico

Cecília Meireles

O amanhecer e o anoitecer
parece deixarem-me intacta.
Mas os meus OLHOS estão vendo
o que há de mim, de mesma e exata.
Uma tristeza e uma alegriao meu pensamento entrelaça:
na que estou sendo cada instante,
outra imagem se despedaça.

Este mistério me pertence:
que ninguém de fora repara
nos turvos rostos sucedidos
no tanque da memória clara.
Ninguém distingue a leve sombra
que o autêntico desenho mata.
E para os outros vou ficando
a mesma, continuada e exata.
(Chorai, olhos de mil figuras,
pelas mil figuras passadas,
e pelas mil que vão chegando,
noite e dia... - não consentidas,
mas recebidas e esperadas!)


sexta-feira, junho 30, 2017

Aventureira

*Imagem cedida gentilmente pela amiga Linda Prestifilippo.
Aventureira

Há muito não é donzela,
a fêmea versátil,
tresloucada e atrevida,
com pose de menina,
vestido de bacante,
quase miss universo,
a musa do poeta.
Ela, tão devota a ele.

Solange Firmino


(No livro "Das estações")


*Poema que fiz ano passado para a Luciana Fregolente, musa do cantor Leoni.