terça-feira, dezembro 22, 2009

As Horas


Zeus era o mais importante dos deuses gregos. Ele mantinha a ordem e a justiça do mundo e dominava o Céu e fenômenos atmosféricos como chuvas e raios. Sua ascensão ao poder foi conquistada pelas vitórias em diversas lutas. A primeira delas foi contra o pai Crono, que devorava os filhos quando nasciam para se livrar da maldição de Gaia e evitar que um deles tomasse seu trono, como ele havia feito com o pai Urano.

Quando Zeus estava para nascer, Réia, auxiliada por Gaia, escapou da vigilância de Crono para dar à luz. Deixou o bebê Zeus sob os cuidados das Ninfas e, para enganar o marido, entregou pedra envolta em panos, que Crono engoliu. Quando adulto, Zeus e os irmãos lutaram contra o pai e o venceram. Zeus ficou com o Olimpo e o domínio do mundo.

Gaia ficou descontente com os olímpicos que aprisionaram os Titãs e enviou os Gigantes para vingá-los. Ajudado pelos irmãos e filhos, Zeus enfrentou os Gigantes e venceu. Gaia uniu-se ao Tártaro e gerou Tifão, monstro alado com cem cabeças de serpente e olhos que expeliam fogo. Zeus e a filha Atena resistiram ao monstro.

(...)

Solange Firmino


Leia o texto completo na coluna Mito em Contexto, em Blocos online.



Imagem: As Horas, reprodução de escultura.


sábado, dezembro 05, 2009

Hércules mata o Leão de Neméia


Na Grécia antiga, um Leão feroz devastava a região de Neméia, perto de Micenas e Corinto, devorando rebanhos e seres humanos. O Leão era filho de Équidna, monstro com corpo de mulher e cauda de serpente que vivia nas profundezas. Com Tifão, Équidna gerou o Leão de Neméia e outras criaturas como Fix, Ortro, Hidra de Lerna, Cérbero e Quimera. Esses monstros eram violentos, por isso foram combatidos pelos heróis.

Um dos heróis que mais mataram monstros foi Héracles, mais conhecido pelo nome romano Hércules, filho de Zeus com a mortal Alcmena. Hera, a esposa ciumenta de Zeus, provocou uma loucura temporária em Hércules, que acabou matando a esposa e os filhos. Quando lúcido novamente, o herói consultou o Oráculo de Delfos, que o aconselhou a servir seu primo Euristeu. Simpatizante de Hera, o rei impôs-lhe perigosos trabalhos, os quais Hera fez de tudo para atrapalhar .

(...)

Solange Firmino


Leia o texto completo na coluna Mito em Contexto, em Blocos online.


quinta-feira, dezembro 03, 2009

Resultados do 27º Concurso Takemoto


Eis os vencedores das categorias de língua portuguesa do 27º Concurso Literário Yoshio Takemoto.

Foram agraciados com Menção Honrosa dois concorrentes em cada categoria. Adicionalmente, os julgadores puderam atribuir um Prêmio Especial aos trabalhos de grande qualidade.

Os Prêmios Especiais receberão diplomas, R$ 500,00 em dinheiro e uma anuidade da revista Brasil Nikkei Bungaku. As menções honrosas receberão diplomas e R$ 100,00 em dinheiro. Os trabalhos premiados serão publicados no número 34 da revista Brasil Nikkei Bungaku (março de 2010).

Vencedores

1. CONTOS
Julgamento de Kasuko Hirata e Sumiko Nishitani Ikeda

Prêmio Especial
“Copacabana”
Maria Antonia Demasi
S.Paulo, SP

Menção Honrosa
“Águas termais”
Giovani Roehrs Gelati
Uruguaiana, RS

Menção Honrosa
“O caso couves”
Ricardo Lahud
S.Paulo, SP

2. POESIA
Julgamento de Eunice Arruda e Yoji Fujyama

Prêmio Especial
“O irmão”
Elias Antunes
Brasília, DF

Menção Honrosa
“Lendário”
Moduan Matus
Nova Iguaçu, RJ

Menção Honrosa
“Movimentos”
Solange Firmino de Souza
Rio de Janeiro, RJ

3. HAICAI
Julgamento de Edson Kenji Iura e Teruko Oda

Não houve Prêmio Especial

Menção Honrosa
“Silêncio da tarde”
Benedita Azevedo
Magé, RJ

Menção Honrosa
“Ipê amarelo”
Maria Heloisa
Santos, SP

Parabéns aos vencedores. A cerimônia de premiação ocorrerá no mês de março de 2010, em dia a ser marcado, na cidade de São Paulo.

Fonte: KAKINET