segunda-feira, junho 20, 2011

O Javali de Cálidon


Ártemis era uma deusa indomável e punia severamente os atentados contra sua imagem. A deusa puniu a negligência de Eneu de Cálidon de forma terrível. Segundo contam, após a boa colheita do ano, Eneu ofereceu sacrifícios a todos os deuses, mas esqueceu de Ártemis. A deusa se sentiu ultrajada e enviou para a região um javali ferocíssimo, que devastou todo o reino.

Com o intuito de acabar com o animal, Meléagro, o jovem filho de Eneu, convocou os melhores caçadores da região da Etólia, onde ficava Cálidon, e eles logo conseguiram matar o monstro. Ártemis provocou os caçadores etólios e os curetes para que disputassem a posse da cabeça e da pele do javali. Os antigos acreditavam que o couro de determinados animais possuía poder de proteção. Hércules, após matar o Leão de Nemeia, esfolou e retirou a pele do animal, que passou a ser sua marca registrada nos ombros. Com a cabeça do monstro fez uma espécie de capacete. A posse dos artefatos do animal abatido e dotado de mana simbolizavam o espírito vitorioso do herói. 


Solange Firmino


Leia o texto completo na coluna Mito em Contexto, em Blocos online.

Imagem: relevo de sarcófago com imagens da caça ao Javali de Cálidon.

4 comentários:

Giovani Iemini disse...

então vc escrevia no ezine entrepalavras?
legal.
pena que o projeto miou tão cedo.

Solange e Alessandro disse...

Olá.:

Parabéns por sua postagem e blog.

Estou com novo blog, gostaria de contar com sua visita.

Siga também, será um prazer.

Obrigado e Até aproxima.

Abs.
Solange e Alessandro

Blog novo:
http://buildingconectores.blogspot.com/

Rafael Medeiros disse...

Eis que escontro mais um Lótus erguido em meio ao lodaçal internético. Nossa, foi romantrágico..., já sou assíduo!

Salut!

Anônimo disse...

Olá Solange, gostei da sua postagem e também gostei muito do blog mas não estou postando aqui somente para isso, não tem nada a ver com esse post mas eu queria lhe fazer uma pergunta: O poema O Fardo de Atlas é criação sua? agradeço a sua resposta