domingo, outubro 25, 2009

Zagreu, o primeiro Dioniso

De acordo com os mistérios órficos, o primeiro Dioniso, chamado Zagreu, nasceu de Zeus e Perséfone. Para que a ciumenta esposa Hera não fizesse nada contra o menino, Zeus o deixou aos cuidados de Apolo e os curetes na região do monte Parnaso. Mas Hera descobriu o esconderijo e ordenou aos Titãs que o capturassem. Zagreu tentou fugir metamorfoseado em touro, mas foi pego pelos Titãs, que o cortaram em pedaços, cozinharam as carnes em um caldeirão e o devoraram.

O gesto dos Titãs foi incorporado aos rituais relacionados a Zagreu, quando, nas festas comemorativas, o dilaceramento do deus era relembrado com animais sacrificados. A ingestão da carne simbolizava a junção com o deus, como se a própria divindade penetrasse no ser do indivíduo.

Zeus fulminou os Titãs pelos seus atos e das cinzas nasceram os homens. Com esse fato, os órficos pregavam a reencarnação e a origem divina da alma, explicando que os homens descendem dos deuses, que participam de algum modo da natureza humana. O mito também explicava a natureza humana, composta de bem e mal: cada ser humano traz dentro de si uma faísca do divino, sinônimo do bem. A parte titânica é má.

(...)

Solange Firmino


Leia o texto completo na coluna Mito em Contexto, em Blocos online.



Um comentário:

Roger disse...

Tenho dois comentários, por assim bem dizer.
Primeiramente que o texto me lembrou muito algumas partes de True Blood, como por exemplo a season finale onde Maryann acreditava que aquele touro era Dionísio.
E segundo: a cada vez que leio os seus textos e vou descobrindo mais sobre os deuses é incrível como, apesar de serem divinos, eles parecem tão mortais em relação aos sentimentos.

Beijos