segunda-feira, agosto 21, 2006

A esfinge é um enigma

Esfinge de Naxos - Estátua de mármore do santuário de Apolo em Delfos. Da coluna original de 10m,
resta o capitel jônico. Museu Arqueológico de Delfos. Autor da fotografia: Solange Firmino


Na mitologia grega há heróis, deuses e monstros. As sereias eram monstros marinhos. Cérbero era um cão de três cabeças, guardião do Inferno. A Medusa tinha cabelos de serpentes. A Esfinge era um monstro normalmente representado com cabeça de mulher, corpo de leão e asas de águia, mas vários povos usaram sua representação de formas diferentes.

As histórias que conhecemos sobre a esfinge vêm principalmente do Egito e da Grécia. As esfinges mais famosas foram a de Tebas, na Grécia, e a de Gizé, no Egito. A esfinge egípcia raramente era representada com asas e era masculina; enquanto a grega tinha asas e era feminina. O corpo de leão da esfinge simboliza a força e a capacidade de guardar as entradas dos templos ou necrópoles em que ficavam; a cabeça humana representa a inteligência.

(...)

Solange Firmino


Leia mais sobre a Esfinge e um poema na coluna Mito em Contexto em Blocos online.


Um comentário:

vera disse...

Os mitos estão na nossa vida. E esse mais do que nunca, trás nossa busca pelas coisas intrigantes e misteriosas. Muito interessantes seus textos sobre mitos.