terça-feira, maio 31, 2005

Árvore



* Foto tirada por mim no Jardim do Palácio da República.
Minha árvore preferida, Ficus Religiosa, ou algo parecido.
O poema é do Manoel de Barros.


Pertenço de fazer imagens.
Opero por semelhanças.
Retiro semelhanças de pessoas com árvores
de pessoas com rãs
de pessoas com pedras
etc etc.

Retiro semelhanças de árvores comigo.
Não tenho habilidade pra clarezas.
Preciso de obter sabedoria vegetal.
(Sabedoria vegetal é receber com naturalidade uma rã
no talo.)
E quando esteja apropriado para pedra, terei também
sabedoria mineral.
Posted by Hello

Um comentário:

vera disse...

Linda foto. Sábio poeta. Download em minha memória e a metáfora se encarrega de traduzir a admiradora do poeta.

Flora.
(Gilberto Gil).

Imagino-te já idosa,
Frondosa toda a folhagem,
Multiplicada a ramagem
De agora.

Tendo tudo transcorrido,
Flores e frutos da imagem
Com que faço essa viagem
Pelo reino do teu nome,
Oh, Flora!

Imagino-te jaqueira
Prostrada à beira da estrada
Velha, forte, farta, bela
Senhora.

Pelo chão, muitos caroços,
Como que restos dos nossos
Próprios sonhos devorados
Pelo pássaro da aurora,
Oh, Flora!

Imagino-te futura,
Ainda mais linda, madura,
Pura no sabor de amor e
De amora.

Toda aquela luz acesa
Na doçura e na beleza,
Terei sono, com certeza,
Debaixo da tua sombra,
Oh, Flora!