segunda-feira, janeiro 21, 2008

Eppur si muovi


* Eppur si muovi

A raiz move a planta.

O deserto move o oásis.
O medo move o abismo.
A musa move o artista.

A esperança move os dias.
Os deuses movem o Universo.
O infinito se move em expansão
para mais infinito.

Tudo o que é vivo se move.
Ver o mundo estático
é heresia.

Solange Firmino



* "Entretanto se move"

Frase atribuída ao físico e astrônomo Galileu Galilei que, condenado pela Inquisição, teve que renunciar às idéias de suas observações científicas, principalmente a de que a Terra não estava no centro do Universo e se movia. O papa João Paulo II, em 1992, reconheceu
o "erro" e perdoou Galileu.


2 comentários:

Vera disse...

Movimento maravilhoso este, a volta do poema em meio às páginas ocupadas pelos deuses. Haverá lugar tão nobre para tamanho movimento?
Adorei este!

Yuri Assis disse...

eu fui no blog "anel de saturno" e vi um poeminha chamado "vampiro", que achei a coisa mais linda...

quanto a seu poema de agora, gosto quando vc diz que "ver o mundo estático é uma heresia", ao passo que muitos não só insistem em parar, como pretendem fazer outros pararem. é um grito, e espero que ecoe.

boa noite! :D